25/03/2015

Conhecendo o leitor

| |
Hoje vamos conhecer uma leitora que adora escrever e não se importou de dar respostas bem longas para a nossa entrevista(risos).
Alícia Marédi tem 16 anos de idade. Ela tem dois instagram:
@aliciamaredi
@blogkissofgloss e um blog muito lindo e organizado,por sinal:
kissofgloss.blogspot.com
Pequeno mundo literário: Há quanto tempo você tem uma paixão pela leitura?

Alícia: Desde sempre, na verdade. Nunca me faltou estímulo. Na escola, ainda criança, eu costumava ler todos os paradidáticos antes de a professora pedir. Em casa, eram os gibis da turma da Mônica. Como meu pai - assim como eu - ainda hoje é viciado em gibis, sempre tinha histórias novas. E mesmo que não tivesse, eu relia. Era simplesmente magnífica a sensação de viajar sem sair do lugar.
Pequeno mundo literário: Lembra do primeiro livro que leu ou que mais marcou sua infância? Se sim,  qual?
Alícia: Harry Potter e a Pedra Filosofal não foi o primeiro que li, mas com certeza foi o primeiro que me pegou de jeito. Foi a partir dos livros da saga Harry Potter que eu me apaixonei de verdade pela literatura. Eu simplesmente passei a sentir sede de ler cada vez mais.
Pequeno mundo literário: Tem autor favorito? E livro favorito?
Alícia: Por ser aquela que mais me marcou, a J. K. Rowling sempre vai ter aquele espaço especial no meu coração - assim como a saga Harry Potter. Mas ao longo do tempo, fui descobrindo outros autores extraordinários. O meu segundo favorito é o Lemony Snicket, autor da saga Desventuras em Série - minha segunda favorita. Ele é incrível; tem um jeito de escrever tão absurdo e irônico que te arranca risadas até numa história triste. Além deles, tem a Meg Cabot e a Paula Pimenta. São elas que me fazem lembrar de que sou uma adolescente (já me disseram que tenho mente de velha, rs). Os conflitos de suas personagens parecem tão reais e familiares, que o leitor se sente parte da história, se não o próprio personagem. Os livros delas que mais me cativaram foram os da série O Diário da Princesa e Fazendo meu Filme, respectivamente. Gosto daqueles autores que nos transportam para a narrativa deles.
Pequeno mundo literário:  Já teve/tem alguma paixão literária?
Alícia : Sim! Muitas, na verdade. Mas a primeira foi o Harry. Eu fantasiava que ia casar com ele, numa cerimônia bruxa bastante tradicional.
Mas eu não imaginava que surgiriam uns amantes!
Rudy Steiner, de A Menina que Roubava Livros, me cativou demais! Por vezes, tive vontade de bater na Liesel por não beijar logo aquele garoto tão especial!
E daí surgiu o Michael Moscovitz, de O Diário da Princesa. A forma como ele demonstrava o amor dele por Mia era tão fofa que a gente desejava aquilo para a nossa realidade.
Quando surgiram dois num único livro (Quatro e Uriah, de Divergente) foi que eu comecei a ficar preocupada: "Que tipo de piriguete eu sou?" Hahahhah. Mas não para por aí. Surgiram outros personagens apaixonantes, como Maxon (A Seleção), Quentin (Cidades de Papel), Finnick (Em Chamas), Sky (Cartas de Amor aos Mortos), Gus (A Culpa é das Estrelas) etc.
A minha mais recente paixão literária, que realmente merece um espaço especial, é o Leo Santiago, de Fazendo meu Filme. Ele é tudo o que todo mundo quer. Tudo numa única pessoa. E considerando que a narrativa de FMF é verossímil e ambientada no Brasil, eu sempre sentia o Leo o mais próximo possível de mim.
Pequeno mundo literário: Até hoje,  qual o livro nacional que você mais amou?
Alícia: Os livro da série Fazendo meu Filme. Li ele há pouco tempo e me arrependo de ter demorado tanto a começar. Eu não imaginava que era tão perfeito! Para quem já está acostumado às séries adolescentes americanas, vale a pena experimentar um pouco as brasileiras. Elas sempre têm um gostinho mais familiar.
Pequeno mundo literário: Já teve vontade de ser a personagem de alguma história? Qual?
Alícia : Sim. Hermione seria a primeira: entra pra escola dos sonhos, é uma das maiores bruxas de sua idade e ajuda seus amigos em todos os momentos. Eu me veria assim na realidade dela. Me identifico muito.
Além dela, tem a Mia (de O Diário da Princesa) e a Fani (de Fazendo meu Filme). Ambas são extremamente sentimentais e sonhadoras, exatamente como eu. Mas no fim, elas alcançam seus maiores sonhos (que, por coincidência, são os mesmos dos meus) e vivem felizes depois de tantas emoções e turbulências.
Pequeno mundo literário: Que livro você acha que toda pessoa deveria ler? Por quê?
Alícia :  O Pequeno Príncipe, Extraordinário, Harry Potter (todos) e As Crônicas de Nárnia. Com belas frases e uma história curta e cativante, o primeiro é um livro aparentemente infantil, mas que na verdade foi feito para pessoas de todas as idades.
Extraordinário conta uma história emocionante e ensina as mais belas lições. A leitura é leve, moderna e emocionante. Não conheço ninguém que não tenha gostado desse livro.
E Harry Potter...é Harry Potter. Aquele história que nos faz sair da nossa realidade cansativa e nos transporta para um lugar onde todo mundo quer estar. Enquanto lemos Harry Potter, parece que estamos nos mais belos de nossos sonhos, e quando acabamos a última página do último livro é como acordar e sentir aquele vazio enorme. Já li várias vezes e só posso concluir que a sensação é sempre a mesma. Além disso, a autora ensina belas lições de um modo sutil. A importância da coragem, solidariedade, o AMOR (e não só o romântico!) e cumplicidade entre amigos e família é mostrada com avidez a medida que a história se desenvolve.
Com Nárnia, é quase a mesma coisa: nos leva a mundo onde tudo é diferente e fantasioso, como num sonho. Onde animais falam, a natureza é bonita e todos querem lutar a favor de uma terra melhor.
Pequeno mundo literário :  Se sua vida fosse um livro, seria...
Alícia:  Acho que nada é mais belo que a própria vida. Nos própios livros, a gente aprende essa lição. As mocinhas quase sempre são sonhadoras e clamam por uma realidade perfeita e diferente da delas. No fim, elas concluem que a melhor história é a da própria pessoa.
Tornou-se um clichê, mas é a mais pura verdade: nós construímos nossa história. O mundo sempre vai nos impor sacrifícios e fazer exigências, mas nós somos os responsáveis pelas nossas escolhas, e são elas que vão interferir em cada capítulo da nossa vida.
Nem tudo é perfeito, mas nos livros também não. Com as turbulências da vida, aprendemos as maiores lições e passamos a lidar melhor com os futuros problemas.
E crescer é isso: passar a ser autora da sua vida.
Pequeno mundo literário:  ler é?
Alícia :  A melhor sensação do mundo. É como sonhar e só acordar quando quiser. É como escolher o sonho que vai ter. A leitura nos transporta para diversas realidades, onde fizemos dos personagens nossos amigos, sentimos com eles suas emoções e temos a sensação de ter estado lá em cada momento de sua trajetória.
Como se já não fosse suficiente, os benefícios são inumeráveis: o vocabulário aumenta, a interpretação melhora e a escrita passa a ser surpreendente.
É magnífico. A mente de uma pessoa que lê é mais aberta a coisas novas e a sua sede é insaciável. Talvez ler seja a única sensação boa e que não tem malefícios (Ex.: Comer demais? Gordura e doenças; Dormir demais? Perda de tempo e mãe estressada; Ler demais? Sonhar acordado e mente evoluída).
Pequeno mundo literário:  para terminar, qual seu maior sonho literário?
Alícia:  Existe alguém mais sonhadora do que eu? Hahahhah. Quando se trata de ler, os sonhos são infinitos. Mas eu diria que ter minha própria biblioteca subterrânea e livraria em Londres já é um bom começo. ☺
Mas se tem um lado meu que foi despertado a partir da leitura é a escrita. Assim como ler, escrever me dá prazer. Sonho com o dia em que serei uma escritora publicada e reconhecida pelo meu trabalho.

Gente, a Alícia não é uma? !
Abaixo,fotos da estante da Alícia
Foi muito legal entrevistar uma leitora tão cheia de sonhos e que além de tudo ama Harry Potter tanto quanto eu.
Quer ser entrevistado também? Mande um e-mail para Ann3-oliveira@hotmail.com 

5 comentários:

  1. Obrigada pela entrevista, Anne! Adorei :)
    Falar sobre livros é muito bom! Hahah

    kissofgloss.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço! Foi muito bom entrevistar você.

      Excluir
  2. Apaixonada por essa estante!!! Adorei o quadro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angel ! A estante da Alícia é mesmo um amor ! Obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Apaixonada por essa estante!!! Adorei o quadro.

    ResponderExcluir

Olá! Obrigada pela visita! Seu comentário me deixa imensamente feliz. Deixe o link do seu blog , seguirei com todo prazer !